Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Beja

Mais Beja

25
Abr14

25 de Abril, sempre!

O Infante

"Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse, já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,

E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.

Quem te sagrou criou-te português,
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal."
Fernando Pessoa

 

Hoje comemora-se o 25 de Abril, data marcante na vida do País e do seu povo. Muito haveria a dizer, mas para isso há a história e as pessoas que o viveram e fizeram, e elas, melhor que eu, falarão dessa data marcante.

Importa olhar para o presente e futuro. Aquilo que estava na origem do 25 de Abril e nos seus desígnios foram cumpridos: liberdade, democracia e a associação. Todos os desejos foram cumpridos. Portanto não peçam outro 25 de Abril! Falta sim cumprir-se Portugal, como diria Fernando Pessoa. Fala cumprir-se uma sociedade justa, igualitária, solidária e próspera.

Em 2013, o pior ano da pior crise em Portugal, os gastos do Estado com subsídio de desemprego desceram 13% e o complemento para apoio a idosos carenciados desceu 14%. Como é possível, construir um País melhor, quando não se protege os mais fracos e não se investe na educação e saúde da nação?

Para cumprir-se Portugal, é imprescindível mudar de governantes.