Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mais Beja

Mais Beja

22
Nov13

Turismo rural: Quanto mais, mais fortes

O turismo rural é um turismo diferente, que falta ser explorado no Baixo Alentejo. Existem pessoas que não gostam de praia/calor ou das habituais cidades populares (Lisboa, Porto, Coimbra). Querem algo tranquilo e diferente e vivenciar novas experiências. O Alentejo pode obter enormes proveitos com isso, uma vez que tem uma base bastante sólida: a gastronomia, única e famosa em todo o País; o vinho (enoturismo) e azeite de elevada qualidade e as pessoas mais simpáticas e afáveis do País.

O que falta? A criação de mais unidades de turismo rural, como herdades e montes típicos alentejanos. Atualmente existem poucas, e não conseguem atrair público em grande escala. Depois é necessário a união de todos e de todos os agentes para criar uma marca e um produto vasto. E não chega vender apenas as paisagens e o vinho. É preciso oferecer outras experiência, se queremos que os turistas fiquem na região 3 ou 4 dias.

E, se a região quer criar negócios, gerar emprego e riqueza, esta é uma aposta que trará frutos para todos. As bases existem. Faltam mais iniciativas…

Como fantástico exemplo, temos a Herdade da Malhadinha:


1 comentário

Comentar post