Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Beja

Mais Beja

01
Jun15

E para Lisboa não vai nada? Tudo! E para o resto do país?

Mais Beja

grupo-de-moedas-na-mão-humana-ea-mão-vazia.jpg

Enquanto a nossa cidade e região assiste à degradação de condições básicas de desenvolvimento humano, social e económico, como mais e melhores cuidados de saúde, estradas e outras acessibilidades dignas de um país europeu, em Lisboa, o Estado acaba de adquirir um imóvel por 13 milhões de euros, entregando-o posteriormente à Universidade de Lisboa, totalmente grátis.

Estado entrega Pavilhão de Portugal à Universidade de Lisboa

Quando se encerram camas no único hospital do distrito de Beja para poupar dinheiro, quando as principais estradas encontram-se num estado de perigo constante, porque não há dinheiro ou se fazem cortes constantes no financiamento das Câmara Municipais, motores de desenvolvimento e emprego em todo o país, com grande impacto no interior devido à escassez de empresas privadas, porque estamos em “crise”, é motivo mais que suficiente para provar que há dinheiro. Apenas está todo direcionado para Lisboa.

O resto do país, em especial o interior, apenas serve para em ano de eleições, caravanas de políticos encherem o interior de comícios, sorrisos e promessas. Promessas, que se tornam apenas falsas expectativas ao longo de 4 anos

Este subdesenvolvimento do interior traduz-se num PIB per capita baixíssimo, só comparável com os países pobres da Europa, obrigando os melhores jovens a deslocarem-se para outras regiões do país e mesmo a emigrar, deixando as regiões ainda mais pobres.

Sem equidade territorial e justiça nunca haverá progresso para o país. Apenas para Lisboa, centro de tudo: Do poder político, dinheiro e desenvolvimento social e económico.