Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mais Beja

30
Ago21

Câmara Municipal de Beja e as obras incompletas

Há muitos aspectos do quotidiano político que me fazem muita confusão. Um desses aspectos é a gestão, pertinência e prioridade das obras públicas, que duram anos e anos, bem como do uso do dinheiro público. Os autarcas em Portugal são capazes do melhor e do pior. Relativamente ao pior, um exemplo, é colocar piso novo na estrada, e passado 1 semana ou 1 mês, permitir que a empresa da água, esgotos, gás ou telecomunicações faça obras na nova estrada, removendo o novo piso e criando novos buracos. Além de não ter nexo, uma vez que deveria ter planeado as obras ANTES de colocar o novo piso, como se destrói dinheiro do erário público. Como exemplo recente, a Rua Dom Afonso III, que após muitos buracos, fendas e anos de espera, foi recentemente reasfaltada e, em pouco tempo, voltou a ficar com 1 novo buraco devido a obras, que entretanto já foi tapado com piso de pior qualidade.

Na mesma rua, a calçada é desnivelada, estreita, com uma vala entre o passeio e as empresas, com risco de queda para as pessoas. Se requalificaram a estrada, porque não realizaram também melhorias no passeio? Será que as pessoas, em especial os idosos, não são importantes?

Rua Dom Afonso III - Passeio em péssimas condiç

Rua Dom Afonso III - Passeio em péssimas condiç

FOTOS: MAIS BEJA

 

Em outras ruas, que receberam novo piso, continua a não existir calçada/zona exclusiva para peões, obrigando a estes circularem na estrada, lado-a-lado com os carros, trazendo enormes riscos, como ser atropelado. Como exemplo, a Rua da Consciência, junto ao Centro Popular de Trabalhadores - Clube Atlético Operário.

Bairro do Pelame - Sem calçada (1).jpg

Bairro do Pelame - Sem calçada (2).jpg

FOTOS: MAIS BEJA

 

Em outras estradas repavimentadas, continua a não existir sinalização horizontal (pintura no chão), de forma a indicar os locais de passadeira para peões, mudança de direção, etc, trazendo confusão  no trânsito e risco de acidente aos condutores e peões.

 

A pressa é inimiga da perfeição. Bem como o não planeamento leva a obras mal projetadas e executadas.

25
Ago21

Autárquicas 2021: Programas eleitorais e páginas oficiais de cada candidato

Eleições Autárquicas - 26 setembro 2021.jpg

As próximas eleições autárquicas, a 26 de setembro de 2021, vão ter 5 candidatos no concelho de Beja. Nesta publicação, vou apresentar as páginas oficiais de cada candidato, bem como os seus programas, assim que sejam publicados, de forma a ajudar os eleitores a tomarem a melhor decisão. Porque sem informação, é impossível escolher corretamente.

 

SENTIR BEJA (Partido Socialista) - Paulo Arsénio (actual presidente)

Página de facebook: https://facebook.com/sentirbeja/

Página oficial: https://sentirbeja.pt/

Programa eleitoral: https://sentirbeja.pt/autarquicas-2021-programa-eleitoral-para-o-concelho-de-beja/ ou Programa eleitoral Sentir Beja - Autárquicas 2021.pdf (PDF)

 

CONSIGO, BEJA CONSEGUE (coligação PSD/CDS/PPM/Iniciativa Liberal/Aliança) - Nuno Palma Ferro

Página de facebook: https://www.facebook.com/bejaconsegue

Página oficial: https://www.bejaconsegue.com 

Programa eleitoral: https://www.bejaconsegue.com/o-que-queremos-fazer/ ou Programa eleitoral Beja Consegue - Autárquicas 2021.pdf (PDF)

 

CDU (coligação PCP/PEV) - Vítor Picado

Página de facebook: https://www.facebook.com/cduconcelhodebeja/ 

Página oficial: Sem informação

Programa eleitoral: https://issuu.com/cduconcelhobeja/docs/cdu-sempre_por_beja_-_compromisso_eleitoral_2021_2

 

BLOCO DE ESQUERDA - Gonçalo Monteiro

Página de facebook: https://www.facebook.com/bloco.concelho.beja/

Página oficial: Sem informação

Programa eleitoral: Sem informação. Enviei e-mail a solicitar o programa, mas até ao momento não obtive resposta.

 

CHEGA - Pedro Pinto

Página de facebook: Sem informação

https://www.facebook.com/pedropinto.ruedoiberico (página pessoal)

Página oficial: Sem informação

Programa eleitoral: Sem informação. Sem contacto, como tal, não consegui solicitar o programa eleitoral.

 

BOLETIM DE VOTO:

Conheça, previamente, o boletim de voto (Câmara Municipal de Beja) à Assembleia Municipal, Câmara Municipal e Freguesias do concelho.

 

EM DISPUTA:

Encontra-se em disputa nestas eleições:

- 7 lugares à Câmara Municipal (presidente de Câmara + 6 vereadores, sendo que 1 será vice-presidente)

- 12 Juntas de Freguesia (presidente + vogais, sendo que dois exercerão as funções de secretário e de tesoureiro)

- Presidente da Assembleia Municipal.

FONTE: Diário da República n.º 219/1999, Série I-A de 1999-09-18

 

ESTA PUBLICAÇÃO CONTÉM A INFORMAÇÃO QUE CONSEGUI ENCONTRAR ATRAVÉS DO SITES OFICIAIS DE CAMPANHA, GOOGLE E FACEBOOK. SE EXISTIREM PÁGINAS/INFORMAÇÃO EM FALTA, PODEM ENVIAR POR E-MAIL OU ATRAVÉS DA CAIXA DE COMENTÁRIOS, QUE IREI CORRIGIR, SEM PREJUÍZO PARA QUALQUER PARTIDO/CANDIDATO.

 

Última atualização: 24/09/2021

15
Ago21

Beja é a prova que o tamanho conta pouco

Isolados 2.jpg

 

É habitual os portugueses falarem do tamanho de algo, como se o tamanho fosse o pináculo para ser melhor, mais capaz ou mais rico. Os homens, gostam de falar do tamanho do seu órgão genital. As famílias, gostam de comparar o tamanho e marca do carro. Os locais, do tamanho e atrações da sua cidade.

Esta publicação pretende comparar 2 localidades do Baixo Alentejo: Beja, capital de distrito e Serpa, minúscula cidade, que num país qualquer europeu seria considerado um “bairro” de uma cidade ou uma aldeia, tal é a diminuta população. Mas, como é comum em Portugal, cada um gosta de agigantar-se, mesmo estando nu, pobre, sem comida e sem robustez física.

Pegando em duas notícias do jornal PÚBLICO, sobre o Museu Regional de Beja e a inauguração de um museu em Serpa, assistimos à realidade:

Beja tem um museu degradado que há mais de 2 anos aguarda a prometida requalificação: “Rico mas degradado, museu de Beja passa para a alçada da Cultura

Serpa, já possui vários museus e em 2021 ganhou mais um: “Museu do Cante inaugurado em Serpa

Beja, não consegue cuidar do museu que tem, deixando-o atingir um estado decrépito, enquanto Serpa, mantém e cria um novo museu.

 

Se dúvida houvesse, a cidade de Beja é a capital do maior distrito do país, em termos de território, no entanto, somos o antepenúltimo em termos de população e estamos no 19º de um total de 23 regiões (NUTS III), em termos de PIB (Dados de 2019. Fonte: PORDATA). Somos grandes de nada.

 

As pessoas (cidadãos comuns, políticos e empresários) que fizeram e fazem esta cidade, fizeram-nos chegar aqui, ao que somos hoje.

Em suma, temos aquilo que somos!

Conseguiremos inverter o rumo?