Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mais Beja

10
Fev14

A invenção da economia utilizando falácias

O maior economista dos últimos 200 anos, John Maynard Keynes, mais conhecido por apenas Keynes, diz:

É um grande erro acreditar que existe um dilema entre planos para aumentar o emprego e planos para equilibrar o orçamento – que devemos ir devagar e cuidadosamente com o primeiro por medo de ferir o último. Pelo contrário. Não há possibilidade de equilibrar o orçamento exceto aumentando o rendimento nacional, o que é a mesma coisa do que aumentar o emprego. (…) o rendimento nacional era [é] igual à soma dos rendimentos dos que estão empregados.

Em Portugal o Governo contradiz as “leis universais” da economia, como se contradiz as leis da Física criadas por Einstein ou Isaac Newton, algo absurdo, até hoje.

Portugal é um “tubo de ensaio” para o FMI. Para o BCE e a Comissão Europeia, comandado pela Alemanha, simplesmente temos que ser repreendidos por termos sido mal comportados. Mas quem se comportou mal não foi o povo, foram os políticos e sucessivos governos. E onde eles estão? No topo do Estado ou de empresas, públicas ou privadas.