Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mais Beja

19
Set14

Partidos em geral e partido socialista em particular

Mais Beja

O País mantém-se inundado por políticos sem ética, valores humanos ou competências básicas, condições essenciais de qualquer ser humano de bem e íntegro. Não conhecem a vida, nem um emprego tiveram e julgam-se os donos da razão e da sabedoria. Desejam, em primeiro lugar a vitória da sua casta partidária, em vez do bem-estar do povo que vota e paga o seu salário ou do progresso do País.

(Notícias de hoje: “Denúncia diz que Passos recebeu cinco mil euros por mês, durante dois anos, quando estava em exclusividade na Assembleia da República” e "Ex-autarca renegociou contrato de concessão de recolha de resíduos que vai obrigar Gaia a pagar 150 milhões de euros")

José António Seguro sabe bem o que quer para si: ser Primeiro-ministro. Mas não sabe o que quer para nós. Fala em industrialização, como se fosse algo que se compra numa loja qualquer europeia e importa-se para Portugal por 10€. Se pretende industrializar o País, explique como irá fazer, como que dinheiro e que medidas terá que implementar. O resto do seu programa é tão pequeno que cabe em duas palavras palavra: populismo barato.

António Costa rodeou-se dos mesmo que saíram do Governo de José Sócrates há 3 anos atrás. Sofre do mal dos partidos: o carreirismo e incompetência dos seus militantes mais próximos, que não conseguindo arranjar no sector privado, mantém-se na política. Têm sede de poder e de estatuto social. Mais nada. Os que saíram realizaram um trabalho meritório, honesto e sério ao País e ao povo? Não. Então porquê metê-los no poder novamente?

 

Este País vai endireitar? Mais depressa a minha bisavó ressuscita…

1 comentário

Comentar post